O cristão “low cost”

Numa sociedade onde fruto de estratégias comerciais dos agentes económicos, da necessidade do consumidor e da adaptação de ambos ao mercado existente, são cada vez mais procurados os produtos e serviços chamados low cost (de baixo custo). Este conceito tem sido tão bem recebido que, vejam só, acabamos por transportá-lo para dentro da igreja – estamos a criar e institucionalizar uma religião e um cristianismo low cost.

Repare: retiramos ou diminuímos algumas das obrigações e normas de comportamento morais; deixamos de esperar de nós mesmos e dos outros o melhor desempenho pessoal; tomamos como banal e aceitável ausências injustificadas ou falta de pontualidade – afinal, podemos sempre voltar na semana seguinte; assumimos o dom salvador de Jesus como última palavra em termos de salvação e dispensamos o preço que cada discípulo Seu tem de suportar na vida cristã; percorremos alegremente a nossa caminhada com o menor esforço possível, sem desgaste, muito menos sacrifício pessoal; usamos a Bíblia o mínimo possível, para não arriscar repreender nem perturbar demasiado, o que tornaria o ambiente desconfortável para todos; e, o tempo de estudo da lição da Escola Sabatina – logo, estudo da Bíblia – é bastante reduzido para não maçar demasiado os clientes.

No final, ficamos satisfeitos com um produto e respetivos acabamentos com uma qualidade bastante inferior ao exigível pelo próprio Deus, a assim seguimos no nosso dia-a-dia, convencidos que esta nova economização de recursos é prova de grande maturidade e boa gestão espirituais. E assim seguimos como cristãos low cost, com a nossa religião low cost.

Agora, comparemos isso com a instrução bíblica e da revelação inspirada:

“Por alto preço fostes comprados…” I Coríntios 7:23

“Todo o Céu está interessado nos homens e mulheres que Deus avaliou em tão alto preço que deu Seu Filho amado à morte, a fim de os redimir.” Ellen White, Carta 26a, 1887

Está fácil de ver que cristão e religião low cost não combinam com um Salvador high cost

PARTILHE ESTE ARTIGO!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.