Jim Bakker: “Deus enviou Donald Trump para preparar a igreja para o fim dos tempos”

Jim Bakker [pastor evangélico focado em assuntos apocalípticos] afirmou que Deus lhe disse que Ele colocou Donald Trump nesta terra para dar tempo à igreja para se preparar para o fim iminente. Numa transmissão televisiva, o famoso evangelista perguntou à plateia se eles já tinham visto tanto ódio por um líder político. Bakker disse: “Já viu uma época em que odiamos o nosso presidente como as pessoas fazem agora?” Ele acrescentou: “Literalmente metade da nação odeia o presidente e provavelmente o mataria se tivesse hipótese”.

Durante a transmissão, Bakker destacou que ele orou a Deus perguntando por que o clima atual é tão hostil. Segundo o televangelista, Deus respondeu-lhe apontando para o livro do Apocalipse. Bakker afirmou que Deus lhe disse “Você está em Apocalipse, capítulo 6″, que fala dos quatro cavaleiros do Apocalipse. De acordo com o evangelista, Deus disse que o primeiro cavalo do Apocalipse está começando a andar sobre a terra.

Bakker disse: “Há tanto ódio pelo evangelho. Este é o espírito solto do anticristo”, e por essa razão, “Deus deu-nos um homem que não tem medo de lutar. Nós temos um presidente que as pessoas acham que é maluco. Eles chamam-no de louco, mas ele está fazendo tratados de paz, ele está fazendo todas as coisas para tentar resolver os problemas do mundo e Deus colocou-o na terra. Deus falou comigo outra noite, Ele disse: ‘Eu coloquei Donald Trump na terra para dar-lhe tempo, a igreja, para se preparar. Isso é o que Ele me disse”, proclamou Bakker. “Ele disse: ‘Donald Trump é uma trégua nestes tempos conturbados e Eu enviei-o em graça para dar-lhe tempo para se preparar para o que está vindo para a terra.’”

Bakker não é o primeiro entre os seus contemporâneos a acreditar que o arrebatamento, que está exposto no livro de Apocalipse, está chegando em breve. Muitos outros cristãos proeminentes estão teorizando isso também com base em conflitos internacionais e falta de fé entre as pessoas, entre outras coisas. Fonte: Christian Headlines

Meu comentário: não posso dar muito crédito às posições do Pr. Bakker, um notado sensacionalista apocalíptico. Nem sequer consigo imaginar a forma e o tipo concretos de revelação que ele terá tido.

O que este caso relembra, mais uma vez, é a errada leitura apocalíptica que a esmagadora maioria dos evangélicos americanos fazem do fim dos tempos: entre muitos, Bakker é um defensor do dispensacionalismo, uma interpretação escatológica que faz uma leitura literal dos símbolos proféticos referentes ao fim do mundo – para eles, a Igreja é o cristianismo; o anticristo é o secularismo ou qualquer oposição visível ao cristianismo; a terra prometida é Israel, só para citar alguns exemplos.

Adicionalmente, e não menos importante, mostra que os líderes cristãos protestantes estão bem arregimentados à volta do presidente americano, que vêm como a figura que os transportará, política e religiosamente, ao encontro desses eventos finais que há tanto aguardam. E esta posição é mantida não apenas por evangelistas essencialmente especulativos, como é o caso de Bakker, mas de muitos outros que são assumidos como bem mais credíveis.

Contudo, não podemos deixar de admitir que Trump surge num momento crítico da História, fazendo com que o pêndulo da liderança americana regressasse ao campo religioso, nomeadamente cristão. E como acreditamos que Deus é quem coloca ou permite a colocação de reis e governantes, pode até ser que, embora não exatamente no sentido que o próprio pensa, Bakker tenha mesmo razão.

Para mais sobre este assunto, veja Estados Unidos da América – as forças por detrás da luta ideológicaDonald Trump – implicações e desenvolvimentos proféticos

PARTILHE ESTE ARTIGO!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *